Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Educação Financeira

Viajando para o exterior sem stress

O brasileiro está viajando para o estrangeiro como se não houvesse amanhã. O real valorizado faz o consumidor brasileiro sentir-se rico em relação ao resto do mundo, e o acesso fácil ao crédito torna acessível uma passagem aérea que antes era coisa de bacana. Resultado: tomar café da manhã com o Mickey e fazer compras em outlet de Miami passou a fazer parte do sonho possível da classe C brasileira.

Um ponto, no entanto, atormenta quem viaja para o exterior, principalmente quando fazemos compras com cartão de crédito: e a cotação do dólar no dia do pagamento da fatura? Mesmo para quem não usa cartão, a questão ainda é pertinente: quando devo comprar os dólares para a viagem? Agora, ou antes do embarque, daqui a 3 meses?

Bem, vou contar um segredo: não existe especialista no mundo que consiga dizer qual vai ser a cotação do dólar daqui a 3 meses. Os experts desenham cenários com uma certa probabilidade de acontecer. Mas acertar na mosca, aí são outros quinhentos. Então, se nem os especialistas se arriscam, porque você o faria?

– Ah, mas não tem coisa mais desagradável do que comprar os dólares agora, e ver o real se valorizar ainda mais…

É verdade. E o contrário também é verdadeiro, ou talvez mais ainda: ver o real se desvalorizar (ou o dólar se valorizar, o que vem a dar na mesma), e você ali, tendo que gastar mais reais para comprar os mesmos dólares…

Por isso, minha recomendação é comprar os dólares em qualquer momento, sem se preocupar com o preço. Compre, e não olhe mais a cotação depois disso. Pense da seguinte forma: você travou o custo de sua viagem, em reais, em um determinado patamar. Aquele custo está fixo, não vai subir nem cair. E vai dormir tranquilo.

E para você que tem cartão de crédito a vencer, a mesma coisa: esqueça a cotação do dólar. Pague a sua fatura (em reais), e pronto! Pense em como a viagem foi agradável, e como valeu a pena gastar esse dinheiro. No final das contas, o dinheiro é tão relativo…

Boa viagem!

Crédito do thumbnail: Free Digital Photos by hywards.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Roberto Pina Rizzo disse:

    Dr. Money, fale um pouco sobre troca de carro financeiramente inteligente.

    Tenho feito o seguinte: pego um ótimo carro zero e fico com ele por dez anos. Claro que no final a manutenção começa a pesar, mas qual seria o ponto ótimo de troca, à luz da inteligência financeira?

  2. Roberto Pina Rizzo disse:

    Viajar é ótimo, mas um conselho que dou para meu filho: NUNCA FAÇA ISTO PAGANDO JUROS.

    Se tiver de parcelar pagando juros, NÃO VIAJE.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.