Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Educação Financeira

Poupar para quê?

Um leitor do blog achou esquisita a dica de número 6 do post 7 dicas para administrar a mesada dos filhos: ” 6. Não gastar nunca nada é tão ruim quanto gastar tudo de uma vez. Há crianças que simplesmente não gastam o dinheiro com nada. É preciso estimulá-las a gastar o dinheiro com coisas boas, de que elas gostam. Um passeio em uma livraria, por exemplo, pode ser um bom lugar para gastar uma parte do dinheiro acumulado.” O leitor pergunta se não seria melhor ensinar a poupar o máximo possível.

A resposta é NÃO. Nem poupar dinheiro é um fim em si mesmo, nem consumir é um pecado. “Caixão não tem gaveta”, como diz o dito popular, e chegar ao final da vida com dinheiro no banco não parece ser um objetivo de vida muito excitante. Guardar dinheiro por guardar, sem um objetivo concreto, lembra mais o Tio Patinhas, que se deliciava em sua piscina de moedas…

Economizar dinheiro deve ter um objetivo concreto. Identifico três possíveis:

  • Reserva para emergências
  • A compra de um bem no futuro
  • Aposentadoria

Se você conseguir heroicamente poupar para cada um desses três objetivos, tudo o que sobrar (!) deveria ir para o consumo. Há pessoas que têm uma tendência doentia por poupar. São os chamados sovinas, mão-de-vaca, pão-duro. Não é uma atitude financeiramente saudável. O dinheiro foi feito para o homem, e não o homem para o dinheiro.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. DiegoVG disse:

    O final do post me lembrou desse trecho de um poema de Victor Hugo:

    “Desejo que você ganhe

    dinheiro também e que, ao

    menos uma vez, diga a ele

    quem é o dono de quem”

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.