Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Investimentos

Um conto de duas empresas

Era uma vez duas empresas: Saraiva e Amazon. A Saraiva é uma velha senhora, nascida em 1914, e que cresceu no mundo físico, de edição e distribuição de livros em lojas. A Amazon foi criada na era digital, em 1995, com o objetivo de ligar o virtual (web) ao real (entrega de livros – e depois mercadorias). A Saraiva, como todos os outros milhares de varejistas do mundo real de todo o planeta, também montou um site para vendas no mundo virtual. Afinal, não parecia difícil: era só contratar um bom web-designer.

Neste sábado, dediquei-me ao esporte obrigatório de todo pai de família no início do ano: comprar os livros didáticos pedidos pelas escolas. Havia a possibilidade de comprar tudo pela livraria da própria escola, mas eu, como consumidor consciente, abri também os sites da Saraiva e da Amazon para comparar preços. Grande parte dos livros tinha preços iguais nos três sites, mas três estavam mais baratos na Saraiva, e dois outros na Amazon. Fiz, então, os pedidos. Era sábado, dia 16/01, pela manhã.

Os livros da Amazon chegaram no dia 18/01, 48 horas corridas depois do pedido.

O cartão de crédito usado na compra da Saraiva foi debitado no dia 19/01, terça-feira, de madrugada.

Ou seja: o tempo que a Amazon levou para processar e entregar o pedido foi menor do que o tempo necessário para que a Saraiva iniciasse o processo, debitando o cartão de crédito.

A moral da estória está estampada no gráfico a seguir, comparando as cotações da Saraiva e da Amazon nos últimos 5 anos, começando em 100. Ambas estão ajustadas pelas cotações, respectivamente, do Ibovespa e do S&P500. Ou seja, a comparação aqui se dá entre o excesso de retorno de ambas as ações em relação aos seus respectivos mercados, de modo a expurgar os efeitos sistêmicos de cada país.

Amazon x Saraiva

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

5 Comentários

  1. Investidor Internacional disse:

    A Amazon é fora do padrão em termos de serviço.

    Por outro lado realmente é uma empresa de crescimento, já que aumenta fortemente a receita, mas alterna lucros com prejuízos há muitos anos.

    É uma empresa de crescimento que ainda não encontrou o ponto de transição para uma empresa lucrativa ou pagadora de dividendos, mesmo após 20 anos.

    Atualmente, investe pesado em serviços de internet com a Amazon Web Services.

    Abçs!

  2. Decio Erthal disse:

    Fico pensando se a comparacao é realmente justa: a Amazon banca prejuizos para alcancar lideranca, e afogar a concorrencia. Alguns planos de negocios disruptivos preveem trabalhar no vermelho anos ate que a coisa funcione. A musculatura financeira eh muito grande e este tipo de plano so eh possivel em economias estaveis o suficiente.

    • drmoney disse:

      Decio, não estamos falando de preços, mas de qualidade de serviço. Inclusive, poucos livros são mais baratos no site da Amazon em comparação com o site da Saraiva. Ocorre que a Amazon nasceu na Internet, enquanto a Saraiva é uma empresa do “mundo real” que ainda está tentando se adaptar à Internet.

  3. Lourdes Rosa da Silva disse:

    Fiquei impressionada com a agilidade desta em entregar a mercadoria em um tempo tão curto.
    Mas fico pensando porque levou tanto tempo para processar e debitar do cartão de crédito.

  4. Renato C disse:

    Engraçado este post.

    Tempos atrás, pensei sobre isto… que a Saraiva, no Brasil, poderia se tornar uma espécie de mini-Amazon, em termos de dominância de mercado e agilidade. Hoje, é a que estaria mais próxima disto aqui na nossa terra….

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.