Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Investimentos

Não tente fazer isso em casa!

O leitor Roberto, comentando o post De torneiras que pingam e almoços de graça, coloca de maneira divertida as suas aventuras na bolsa. Leia, e depois eu volto para comentar.

“Uma vez administrei minha própria carteira – foi logo quando o Lehman Brothers quebrou. Naquela segunda-feira ouvi logo cedo no rádio a notícia e não tive dúvidas – peguei metade de todas as minhas reservas e comprei IBOVESPA, que tinha perdido cerca de 7% em um único dia (hora de entrar!!!!). No dia seguinte, caiu mais cerca de 6,5%, mas não me abalei – peguei a outra metade e comprei (agora tinha chegado o fundo do poço!!!).Nos três dias seguintes, subiu vertiginosamente como um efeito bumerangue e vendi todos os papéis, embolsando um lucro líquido de mais de 10%, em uma semana, portanto.Continuei fora, PARA SEMPRE, enquanto nos meses seguintes as cotações despencaram de cerca de 70 mil pontos para 30 mil.

Observações:

1 – NUNCA tente fazer isto em casa, nem se você for um profissional.

2 – O mais legal da história, além dos 10%, foi o fato de eu não ter me iludido com meu sucesso e ter tentado repetir a dose. Se eu tivesse feito isto, teria perdido tudo, como ocorre em um cassino.

3 – Desde então fui para a rende fixa e lá estou até hoje, dormindo à noite e tudo mais.

4 – Não sei dizer o que me deu naquele 15 de setembro. Mas sei que não devo repetir a brincadeira.

5 – Hoje o porquinho se alimenta de dinheiro vindo da produção, usando a renda fixa só para repor a inflação, digamos assim.”

Comento

Acho importante aqui fazer dois comentários. São de naturezas bem distintas, e por isso vou deixar o segundo para o próximo post.

O primeiro ponto do Roberto é muito pertinente: nunca tente entrar e sair da bolsa em dois dias. Acredite, nem profissionais conseguem fazer isso e ganhar de maneira consistente (ou seja, ao longo do tempo). O movimento de curto prazo da bolsa é totalmente aleatório. Isso já foi provado por A + B em inúmeros estudos acadêmicos. Portanto, a ilusão de que você consegue ganhar dinheiro com isso é só isso, uma ilusão.

A segunda observação do Roberto também é muito pertinente, e tem a ver com o primeiro: sendo a bolsa imprevisível no curto prazo, o investimento torna-se um cassino. Não há diferença. E é essa percepção que a maioria das pessoas tem da bolsa: um imenso cassino. Infelizmente.

E aí vamos ao terceiro ponto do Roberto, e que tem a ver com os dois primeiros: investir (ou jogar) na bolsa é sinônimo de insônia. Claro: afinal, não é todo mundo que tem estômago para agüentar as oscilações diárias do mercado. E se o investimento é de hoje para amanhã, a noite torna-se longa…

Vou contar um segredo, com base em minha experiência de anos neste mercado: nunca conheci alguém que conseguisse dormir à noite investindo na bolsa dessa maneira. Ocorre que existem pessoas que convivem melhor do que outras com esse nível de tensão. Mas a tensão sempre está lá.

No entanto, conheço muitas pessoas extremamente conservadoras que aplicam tranquilamente em bolsa, e dormem o sono dos justos. Eu me incluo neste grupo. Qual o segredo? O horizonte de investimento e o montante investido.

O amigo Roberto pegou todas as suas reservas e investiu na bolsa. Obviamente, uma decisão errada. E investiu para aproveitar uma “barrigada” do mercado, com o objetivo de sair logo em seguida. Outro erro. A forma correta de investir em bolsa (e note que uso o verbo “investir” e não “jogar”) é aplicar um pouco todo mês, em busca de algum objetivo de longo prazo (no mínimo, 10 anos). A aposentadoria, por exemplo. E, o mais importante: não olhar as oscilações do dia a dia. Investir, e depois voltar para o seu trabalho, que você tem mais o que fazer.

Em breve vou colocar um post sobre a importância de investir em bolsa para aumentar suas chances de obter uma boa aposentadoria.

Crédito do thumbnail: Free Digital Photos by Stuart Miles.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Roberto Pina Rizzo disse:

    Segundo "Os Axiomas de Zurique", esta idéia de investir a longo prazo tem por trás a ilusão de que é possível prever o futuro e colocar ordem ou alguma regra em um mercado onde não há lógica, por ser ditado pelas ansiedades humanas. Dizer que daquei 10 ou 20 anos "vou ganhar" é ser bastante determinístico. Daqui 10 ou 20 anos, vai saber o que será o mercado de capitais… Vai saber se o mundo vai existir como é hoje… O mesmo livro prega entrar e sair logo – sair antes de ganhar muito e sair antes de perder muito. Ou seja, ser um especulador, não "dormir" sobre os papéis esperando que o tempo, tão bonzinho, faça o seu trabalho.

    • Dr. Money disse:

      Meu caro Pina, o “Axiomas” é um livro divertido e que recomendo aí ao lado porque acho que realmente é um bom passatempo. Mas não tome tudo o que vai lá pelo seu valor de face. Ele foi escrito para aqueles que acham que podem fazer dinheiro no mercado financeiro, e não para nós, pobres mortais, que vivem de seu trabalho e usam o mercado financeiro para proteger o dinheiro contra a inflação no curto e no longo prazos. E, se possível, ganhar algum rendimento extra.
      O longo prazo é sim um grande aliado do investidor, e pretendo mostrar isso é um próximo post.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.