Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Investimentos

De torneiras que pingam e almoços de graça

O leitor Roberto, comentando sobre o post Vale a pena migrar para fundos mais baratos, pergunta:

“Para quem tem como estratégia manter-se em renda fixa, não seria uma melhor opção o Tesouro Direto? Ou, para este perfil conservador, vale a pena pagar uma taxa de administração, ainda que de 1% ao ano, para um gestor de banco ou corretora?”

Na verdade, Roberto, a resposta à sua questão não depende do perfil de aversão à risco, mas do nível de conhecimento do mercado e tempo para lidar com seus próprios investimentos. Ao investir através do Tesouro Direto, o investidor deve ser capaz de gerenciar a sua própria carteira de títulos, o que envolve desde a escolha do papel até envolver-se nos aspectos operacionais. Já através de um fundo de investimento, o investidor delega essas tarefas a um administrador, o qual, para tanto, cobra uma taxa de administração.

É mais ou menos como contratar um encanador ou consertar o pinga-pinga da torneira você mesmo. Consertar a torneira sozinho certamente sai mais barato, mas dá mais trabalho. Não costuma existir isso a que chamam de “almoço de graça”.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

3 Comentários

  1. Roberto Pina Rizzo disse:

    Dr. Money:

    I am sorry, mas aplicar no Tesouro Direto é bem mais fácil do que consertar uma torneira. E mesmo que não fosse tão simples, IPCA + 6% ao ano compensa um pequeno esforço. As razões para um investidor conservador de longo prazo deixar seu dinheirinho em um fundo de renda fixa de banco variam da ignorância à preguiça, inimigos número 1 dos investidores e amigos número 1 das empresas prestadoras de serviços financeiros.

    • Dr. Money disse:

      Roberto, meu encanador tem opinião contrária… Agora sério: Tesouro Direto não é para todos, assim como fundos de investimento não são para todos. Cada um deve encontrar o investimento com o qual sente-se mais confortável no seu dia-a-dia, não existe uma fórmula universal.

  2. Roberto Pina Rizzo disse:

    Uma vez administrei minha própria carteira – foi logo quando o Lehman Brothers quebrou. Naquela segunda-feira ouvi logo cedo no rádio a notícia e não tive dúvidas – peguei metade de todas as minhas reservas e comprei IBOVESPA, que tinha perdido cerca de 7% em um único dia (hora de entrar!!!!). No dia seguinte, caiu mais cerca de 6,5%, mas não me abalei – peguei a outra metade e comprei (agora tinha chegado o fundo do poço!!!).

    Nos três dias seguintes, subiu vertiginosamente como um efeito bumerangue e vendi todos os papéis, embolsando um lucro líquido de mais de 10%, em uma semana, portanto.

    Continuei fora, PARA SEMPRE, enquanto nos meses seguintes as cotações despencaram de cerca de 70 mil pontos para 30 mil.

    Observações:

    1 – NUNCA tente fazer isto em casa, nem se você for um profissional.

    2 – O mais legal da história, além dos 10%, foi o fato de eu não ter me iludido com meu sucesso e ter tentado repetir a dose. Se eu tivesse feito isto, teria perdido tudo, como ocorre em um cassino.

    3 – Desde então fui para a rende fixa e lá estou até hoje, dormindo à noite e tudo mais.

    4 – Não sei dizer o que me deu naquele 15 de setembro. Mas sei que não devo repetir a brincadeira.

    5 – Hoje o porquinho se alimenta de dinheiro vindo da produção, usando a renda fixa só para repor a inflação, digamos assim.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.