Scroll Top
Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Investimentos

Fundo DI x Tesouro Direto x CDB-DI

Post corrigido em 06/09/11

Para aquele dinheiro de curto prazo, ou para formar uma reserva de emergência, não há o que pensar: coloque os seus recursos em uma aplicação bem conservadora, que acompanhe a variação do CDI. Mas qual? Temos três alternativas: os fundos DI, as Letras Financeiras do Tesouro (LFTs) e os CDBs indexados ao CDI.

Na verdade, não houvesse taxas e impostos, os fundos DI, as LFTs e os CDBs-DI seriam alternativas equivalentes. Mas sempre alguém come algum pelo caminho, sejam as corretoras, os administradores de fundos, os custodiantes, ou o governo. Portanto, vejamos a rentabilidade líquida de cada uma dessas alternativas, depois da incidência das taxas e impostos.

Comecemos pelas LFTs. Você pode comprar estes títulos no Tesouro Direto. São três as taxas incidentes:

i) 0,10% sobre o valor de cada compra. Assim, se você ficar com o título por um ano, pagará 0,10% ao ano de taxa. Esta taxa será maior se você ficar menos tempo com o título e menor se você ficar mais tempo com o título.

ii) 0,30% ao ano de taxa de custódia, cobrada pela BM&F Bovespa e

iii) taxa de serviço cobrada pela corretora. Essa taxa varia de corretora para corretora (veja tabela aqui), indo de zero a 1% ao ano. As corretoras dos grandes bancos cobram 0,50%. Vamos assumir, para efeito de simulação, uma cobrança de 0,30% ao ano.

Assim, aplicar no Tesouro Direto implica, a grosso modo, uma despesa de 0,70% ao ano. Este custo pode variar de 0,30% (caso o investimento nunca seja resgatado em uma corretora com taxa zero) a 3,10% (caso o investimento seja feito através de uma corretora ligada a um grande banco, e o investimento seja resgatado em apenas um mês).

Portanto, ao se comparar com um fundo DI, e considerando que as taxas SELIC e DI são iguais (as LFTs são remuneradas pela SELIC), um fundo DI com taxa menor que 0,70% levaria vantagem sobre as LFTs. Veja na tabela abaixo, os fundos DI oferecidos pelos grandes bancos, e que têm mais ou menos essa taxa:

Note que, para que você possa aplicar em fundo de investimento com a mesma taxa cobrada, em média, no Tesouro Direto, você precisa ter um montante de recursos para investir de, no mínimo, R$ 80.000. No Tesouro Direto, com cerca de R$ 200 você consegue a mesma taxa. No entanto, para quem tem montantes maiores para investir, o fundo de investimento é mais prático do que o Tesouro Direto.

Para comparar com o CDB-DI, é preciso saber o nível de remuneração do CDI. Isso porque a taxa de remuneração do CDB-DI é expresso em percentual do CDI. Assim, por exemplo, se prevemos o CDI para os próximos 12 meses em 12,50%, uma taxa de 0,70% ao ano equivaleria a um CDB de 94,40% do CDI (0,70/12,50 = 5,60%). Ou seja, um CDB-DI que remunerasse nessa taxa equivaleria a uma LFT comprada no Tesouro Direto, ou a um fundo DI que cobrasse 0,70%. Se o CDI projetado for menor, a remuneração do CDB-DI (em percentual do CDI) deve ser maior, e vice-versa.

Para terminar a comparação, falta ainda comentar sobre o come-cotas, que incide sobre o rendimento dos fundos, mas não sobre os títulos públicos e os CDBs. Mostrei no post de ontem (O efeito do come-cotas no retorno dos fundos de renda fixa) que o come-cotas afeta a rentabilidade dos fundos em aproximadamente 0,03% ao ano. O que não faz muita diferença para o raciocínio acima.

Crédito do thumbnail: Free Digital Photos by Stuart Miles.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

28 Comentários

  1. Leonardo disse:

    Eu ando pensando em deixar o dinheiro que tenho na CC investido em LFT ao invés da poupança, pra ir retirando aos poucos, pois a curto prazo tenho como objetivo pagar a faculdade e vejo que se retirar o dinheiro antes do prazo de vencimento de uma LFT não corro o risco de perder dinheiro como nos outros títulos do TD, correto??
    Tenho cerca de 20k na CC e sei que no começo a aliquota de IR em retirada será maior (22,5%), mas ainda assim renderá mais que a poupança (essa 70% da selic contra 77,5% na maior incidência de IR no TD), dr. money, vc concorda com meu raciocinio? Ou teria uma opção de investimento e indicação melhor? Pois dinheiro parado é dinheiro perdendo valor!
    Obrigado!

    • drmoney disse:

      Leonardo, cuidado com os custos do TD. Você não ganhará 77,5% da Selic, pois tem a taxa da BM&F, que atualmente equivale a 4% da Selic, e mais a taxa do TD, que equivale a 1,3% da Selic. Já aí você perdeu 5,3%, quase empatando com a poupança. Fora a taxa de corretagem, dependendo da corretora onde você pretende fazer a compra. Por outro lado, o TD lhe permite liquidez semanal, enquanto a poupança tem liquidez apenas mensal. Enfim, veja o que é melhor para o seu caso, e bons investimentos!

      • Leonardo disse:

        Obrigado pela resposta!
        Minha corretora não cobra custódia, esse dinheiro que quero deixar nas LFT é o dinheiro que pretendo usar no curto prazo para pagar faculdade e preciso deixar em um investimento de (1)boa liquidez(até mensal devido mensalidades), (2)que não corra risco de perder dinheiro como RV e (3)que vença a inflação coisa que a nossa poupança provavelmente perderá.
        Esse seu e meu calculo foi baseado nos saques iniciais(pior cenário). Minha meta atual é encontrar o investimento ideal para ajudar nos custos do estudo, e nesse caso obedecendo as 3 regras acima, parece ser a LFT ou o sr. teria outra sugestão de investimento??
        Obrigado!

  2. Antonio Silvino disse:

    Tenho R$ 10.000,00 na Poupança, gostaria de aplicar de um outro modo. Qual é a melhor opção?? CDB-DI, Tesouro Direto ou deixar na Poupança mesmo. Desde já. Obrigado!!

  3. Wilker disse:

    Tenho R$ 50.000,00 para emergência onde devo aplicar para ter melhor rendimento com segurança?

  4. Gabriel disse:

    Ola !

    Estou iniciando nesse ramo de investimento.

    Tenho um valor de 300 Mil e nao pretento mexer nesse valor a um prazo de ate 2 anos.

    Qual seria melhor escolha de investimento ?
    Algo com o pouco risco e com uma boa rentabilidade

    • Dr. Money disse:

      Gabriel, infelizmente você me pede duas coisas que eu não consigo te entregar: a melhor escolha de investimento, e um investimento com baixo risco e boa rentabilidade. Começando pela última, um investimento com baixo risco terá rentabilidade baixa, e um investimento com bom potencial de rentabilidade terá risco alto. É a lei dos investimentos, como existe a lei da gravidade: não dá para escapar disso. Quanto ao melhor investimento, este depende do seu objetivo, da sua aversão a risco, além do seu horizonte de investimento. Recomendo ler a série de posts sobre Política de Investimento, a começar deste aqui: http://www.drmoney.com.br/investimentos/politica-de-investimento-porque-voce-precisa-de-uma/.
      No entanto, para não te deixar de mãos totalmente vazias, tipicamente um investimento com prazo de 2 anos casa melhor com renda fixa. Mais do que isso, não consigo avançar.

  5. jr disse:

    Ola, se uma pessoa investir oitocentos mil por dois anos , qual a melhor aplicaçao para ela obter uns duzentos mil livre ao termino dessa aplicação.? poupança, cdb, rdb, cdi…

    • Dr. Money disse:

      Jr, considerando que você vai fazer a aplicação dos 800 mil no início do período de 2 anos, você quer obter um retorno, livre de impostos, de 25%, ou 11,8% ao ano. Considerando um imposto de 15% (mínimo de 2 anos de aplicação em renda fixa), o retorno bruto deveria ser de 13,9%. Bem, considerando que o CDI acumulado nos próximos 2 anos deve ficar próximo de 10%, esqueça qualquer aplicação referenciada em CDI (fundo DI, CDB-DI, LFTs). A sua única chance, portanto, é comprar títulos prefixados longos (NTNs-F) com vencimento, por exemplo, em 2017 ou 2021, e torcer para que as taxas caiam ainda mais. Assim, pelo efeito da marcação a mercado, você ganharia mais do que esses títulos estão pagando hoje, que é por volta de 11% ao ano. O mesmo aconteceria com as NTNs-B mais longas, que estão pagando IPCA+5% ao ano. Se essa taxa cair ainda mais, você ganha pelo efeito da marcação a mercado. Agora, cuidado! Se as taxas subirem nesse período, você PERDE, ou seja, a sua rentabilidade pode ser menor do que 11%. Veja mais detalhes sobre marcação a mercado no post http://www.drmoney.com.br/investimentos/risco/voce-sabe-porque-pode-perder-dinheiro-aplicando-em-renda-fixa-entao-entenda/.
      Em resumo Jr: no atual mercado de renda fixa, é BEM DIFÍCIL E ARRISCADO tentar obter retornos nos patamares que você pretende.

  6. David D. disse:

    Como colocar a poupanca nessa comparacao, ou seja, qual o calculo para comparar a rentabilidade liquida ente Fundo DI x Tesouro Direto x CDB DI x Poupanca?

    • Dr. Money disse:

      David, nas atuais regras da poupança não dá para comparar, pois a poupança proporciona uma remuneração fixa (6,16% ao ano + TR), enquanto o CDI varia. Nas condições que teremos a partir do próximo COPOM (SELIC = 9% ao ano), a poupança renderá por volta de 75% do CDI, já livre de imposto de renda. Como comparação, um fundo DI sem taxa de administração vai render 80% do CDI, líquido de imposto. Ou seja, para grande parte dos investidores, a poupança valerá mais a pena.

  7. Lucas disse:

    Olá, consegui negociar no banco um CDB com 97% sobre o CDI. No meu caso, eu consigo algum investimento melhor no Tesouro direto?

    • Dr. Money disse:

      Lucas, considerando as premissas do artigo (0,10% sobre o valor da compra do título no Tesouro Direto e 0,30% ao ano de taxa de custódia), e considerando uma SELIC de 9,75% ao ano, a taxa líquida de uma LFT no primeiro ano será de 9,35%, ou 95,9% da SELIC. Este percentual será ainda menor quando a SELIC cair mais. Por exemplo, para uma SELIC de 8,50%, a taxa líquida será de 95,3%. Portanto, 97% do CDI parece ser uma boa taxa.

  8. flavio disse:

    Não entendi bem como é feita a comparação entre um fundo di e um cdb di, qual é o cálculo para comparar a taxa de administração do fundo com o percentual de remuneração do cdb? No texto foi utilizado o exemplo de um cdi de 12,5%, mas utilizando o valor atual de 10,26% aa, é correto dizer que um fundo com taxa anual de 0,3% equivale a um cdb com 97% de remuneração?

    • Dr. Money disse:

      Olá, Flávio, a conta é a seguinte: 0,3% equivale a aproximadamente 2,92% de 10,26% (0,3 dividido por 10,26). Portanto, um fundo com taxa de 0,3% ao ano equivale a um CDB que rende 97,08% do CDI, neste nível de remuneração do CDI. Se o CDI cair mais, a remuneração equivalente do CDB será menor. Por exemplo, se o CDI cair para 9,5%, 0,3% de 9,5% equivale a 3,16%. Portanto, neste nível de CDI, a remuneração equivalente do CDB seria de 96,84%.

  9. Lucas disse:

    Olá, tenho 10 mil na poupança e gostaria de investi-lo de outro modo. Não tenho experiência neste ramo e gostaria de uma ajuda. Meu banco me aconselhou a investir em CDB, enquanto uma outra corretora falou em Tesouro Direto. Pelo que venho acompanhando, em 2012 não será uma boa investir em Tesouro Direto, pois a taxa Selic vem caindo bastante. Pouco ouvi falar de CBD. Gostaria que me corrigisse, se estiver errado e me aconselhasse no que posso investir. Não pretendo mexer neste dinheiro por pelo menos 2 anos. Obrigado.

  10. Sérgio disse:

    Essas despesas de 0,1% do valor de compra, 0,3% de taxa de custódia, são despesas normais do fundo, portanto são cobradas além da taxa de admnistração, ou seja a taxa de admnistração vc paga apenas para o banco, o que acaba elevando a taxa de 0,7% aa para 1,1 % aa , não estou certo ?
    Sérgio.

    • Dr. Money disse:

      Sergio, a taxa de negociação é do Tesouro Direto, os fundos não pagam essa taxa de negociação. A taxa de custódia, de fato, é cobrada “por fora” da taxa de administração. Mas como os fundos normalmente são gigantescos, a taxa de custódia é bem menor, da ordem de 0,01% a 0,03% ao ano.

  11. Anonymous disse:

    Olá, tenho 100 mil para investir, gostaria de saber aonde eu invisto a longo prazo (1 ano ou 2).
    Qual seria a melhor aplicação para essa quantia?

    Obrigado.

  12. Anonymous disse:

    Voce tem certeza que no TD é cobrada uma taxa CBLC de 0,10% na venda? Essa informação não aparece no site do TD.

    • Dr. Money disse:

      Você tem razão, a taxa de negociação de 0,10% incide somente sobre a compra. Já corrigi o post. Interessante que este é o post mais visitado do blog, e você foi o primeiro a notar o erro e corrigí-lo. Muito obrigado.

  13. Liao disse:

    Como planejador financeiro, não recomendo LFT do TD para reserva de emergência, mas sim Fundo DI, CDB-DI ou Poupança. Dada a urgência implícita no termo "emergência", como pra pagar um tratamento hospitalar particular, um alagamento na sua sala ou até pra pagar fiança pra te tirar da cadeia, a liquidez do investimento tem que ser diária (e a liquidez do TD é semanal). Abraço.

    • Dr. Money disse:

      Liao, como sempre, chamando a atenção para uma dimensão importantíssima não considerada no post: a liquidez. No entanto, creio que liquidez semanal seja aceitável, ainda que não a ideal. Na prática, na maioria das vezes podemos fazer um cheque pré-datado para alguns dias, ou no limite usar o cheque especial. Não é o ideal, como eu disse, mas na emergência é possível. Obviamente, isso pode significar perda de rendimento, o que acaba prejudicando o TD na comparação.

  14. Banzai10 disse:

    Um fundo que dá 108% do CDI em média e cobra taxa de administração de 1% ao ano então seria uma melhor opção do que as outras, certo?

    Considerando que ele invista somente em renda fixa, pois estamos comparando ativos da mesma categoria.

    • Dr. Money disse:

      Banzai10, um fundo que rende 108% do CDI tem mais risco do que um fundo que rende 100% do CDI. Para fazer reserva de emergência, o ideal é procurar investimentos com o menor risco possível. Esse não é o caso de um fundo que rende 108% do CDI, que pode te deixar na mão justamente quando você precisa do dinheiro. A comparação se dá entre opções com o mesmo risco, que rendem 100% do CDI antes da cobrança de taxas.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.