Quer ganhar um e-book GRÁTIS?


Assine a nossa lista, e receba grátis o e-book

"Como montar o seu Plano de Investimentos"!

 

Investimentos

Desabafo de um porquinho

O meu amigo Roberto postou um comentário muito engraçado. Reproduzo e comento a seguir.

Mensalmente, converso com meu porquinho. Aproveito para dar-lhe sua ração mensal, pesá-lo e medi-lo. Aproveito também para ouvi-lo de forma mais solene, e eis um de seus últimos discursos:

“O que tem me feito bem são as rações mensais, pois a maldita inflação tem andado alta face aos rendimentos do fundo. Sei do seu empenho, e também ajudei nisto, quanto a conseguir um fundo com taxa de administração menor que 1% ao ano. IPCA e IGP-M deram uma desacelerada, mas as perspectivas de rendimento financeiro real são ainda pífias. Você tem razão quando diz que o Banco Central é lento em aumentar a SELIC – ouço seus xingamentos no banheiro enquanto o rádio fala a respeito – mas se esta dita cuja subir demais, pode comprometer minha ração. Sei que é um pecado eu reclamar, pois quando olho em volta vejo colegas suínos magros, adoentados ou, pior, passados no moedor de carne das dívidas. Mas, você sabe, porquinhos são anoréxicos às avessas – nunca nos achamos gordos o suficiente. Bom, não quero ficar ocupando muito do seu tempo, pois sei que você precisa ir buscar mais ração, mas só queria dizer uma última coisa: que estou rezando aqui para que você consiga mais clientes. Sei que devia jejuar e orar, não só orar, para ter mais mérito, mas, você sabe, quando eu jejuo você blasfema e aí desfaz toda a minha reza… Até logo então. Obrigado.”

Comento

Só tenho um reparo a fazer ao lamento do porquinho: quando a taxa SELIC sobe, a inflação tende a cair no futuro. Portanto, a subida da SELIC, quando feita de maneira criteriosa, aumenta o rendimento real das aplicações, beneficiando os poupadores. Aliás, este é uma das correias de transmissão da política monetária: aumentando o rendimento dos poupadores, estes deixam de consumir, diminuindo a temperatura da economia.

Outro ponto importante é entender que aplicações conservadoras, como fundos DI, servem, quando muito, para proteger contra a corrosão inflacionária (o que já uma grande coisa! Hoje, nem isso está acontecendo). Ganhos reais mesmo, só arriscando um pouco mais.

Receba atualizações do site em seu e-mail!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Roberto Pina Rizzo disse:

    Porquinho gosta quando a SELIC sobe sim, pois de fato traz uma chance para que os rendimentos líquidos dos fundos superem a inflação.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.